O Nomadismo e o Telefone Celular

O Nomadismo ainda sobrevive entre nós: os lapões do extremo norte da Escandinávia vivem acompanhando os movimentos dos rebanhos de renas. Como os primeiros humanos, não controlam os rebanhos, simplesmente acompanham os movimentos das renas, sem domesticá-las. Trinta mil lapões perseguem, por pastagens geladas, cerca de 300 mil renas. Sua sobrevivência depende inteiramente delas. Cada lapão come meio quilo de carne de rena por dia. Os tendões, os chifres, os ossos e o pelo são usados para produzir roupas e instrumentos.

Lapão observando rebanho de renas, 2001

Há alguns anos eles ganharam uma nova ferramenta: um telefone celular. O Parlamento sueco determinou que todos os cidadãos suecos têm direito a um telefone, e ponto final. O governo deveria dar um jeito de dar um telefone para todos.

Problema: como oferecer um telefone para os nômades lapões? Os aparelhos de radiotelefonia eram grandes demais para serem transportados por eles em suas andanças.

Então uma empresa sueca de produtos eletrônicos propôs ao governo desenvolver uma tecnologia celular adaptada ao nomaidsmo lapão. Era inventado o telefone celular, que hoje serve a trabalhadores e a pessoas em trânsito no mundo inteiro.

Os lapões continuam seguindo suas renas de celular na mão. Como na cena do filme 2001: uma odisseia no espaço, em que o osso se torna uma nave espacial, os lapões saltam do nomadismo pré-histórico para o nomadismo tecnológico.

Alguma dúvida? O que achou?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s